quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Despedida marcada

.

Gostaria de lembrar o meu verdadeiro nome. Já fazia algum tempo que não a via, mas ela continuava linda. Talvez ainda mais incrível do que antes e, certamente, jamais seria capaz de perder tamanha beleza. Sentia-me feliz em poder ver que seus atributos rendiam-lhe grande admiração. Um brilho no céu e uma lágrima nos olhos. O último beijo foi o mais intenso e também o mais doloroso.

Lembrar, sentir, voltar, viver
Tentar, sorrir, chorar, correr
Doar, pedir, ganhar, vencer 
Lutar, medir, gostar, dizer
Sonhar, curtir, mostrar, fazer
Olhar, ouvir, ficar, temer
Tocar, fugir, dançar, querer
Andar, surgir, estar, sofrer
Beijar, partir, deixar, colher
Passar, abrir, transar, nascer
Pensar, dormir, cobrar, trazer
Deitar, seguir, trocar, mover

Ela se virou e sorriu. A leve brisa trouxe-me seu inesquecível aroma mais uma vez. Restavam singelas dúvidas, pois ainda me era impossível explicar o que realmente é o amor. O sol se pôs e o trem, finalmente, partiu.

Um comentário:

Dani F. disse...

Meu Deuss...vc é um máximo na escrita, sentimentalista ao extremo..adorei*-*