quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Por você, por mim e por nós

.



Poderia ter feito tanto
Por você
Por mim
Por nós

Poderia ter dito “Eu te amo”
Poderia ter escrito seu nome nos livros, folhas e cadernos
Poderia ter lhe enviado flores e dado presentes
Poderia ter escrito músicas, textos e poemas
Apenas para lembrar-me que você estava sempre por perto
Mas não o fiz

Poderia ter lhe telefonado durante as noites em claro
Poderia ter me preocupado um pouco mais
Poderia ter lhe contado o quanto sentia sua falta
Poderia ter lhe escrito cartas de amor
Poderia ter lhe convidado para ver o céu ao meu lado
Para me acompanhar e sentir a leve brisa da manhã
E não me importei em fazê-lo

Poderia ter mostrado mais o meu carinho
Poderia ter observado e apreciado cada detalhe
Mesmo que não fizesse idéia do que estivesse falando ou fazendo
Poderia ter lhe visto dormir
Poderia ter lhe feito sorrir
Deveria ter lhe feito ver o quão importante era caminhar ao seu lado

Poderia ter lhe dado a mão
Poderia ter lhe deixado adormecer sobre o meu colo todas as noites
Poderia ter dado muito mais atenção
Poderia ter dividido muito mais
Poderia ter me dedicado mais um pouco

Poderia ter aproveitado o tempo que deixei de vê-la
Por compromissos fúteis, por falta de vontade
Poderia ter me importado com tudo que a envolvia
Poderia ter lhe levado há lugares que eram importantes para você
Poderia ter tido a curiosidade para encontrar a simplicidade que a fazia feliz
Para observá-la enquanto se arrumava em frente ao espelho
Para admirá-la enquanto sorria, chorava ou fingia
Ficou claro que poderia ter lhe apoiado nas situações difíceis
Mas não consegui perceber o que era realmente importante naquele momento

Poderia ter feito dos seus planos também os meus
Poderia ter tido coragem para dizer-lhe a verdade
Poderia ter lhe recordado que ninguém poderia substituí-la
Não importasse a beleza, carisma ou vontade que tivesse
Poderia ter me esforçado

Poderia ter lutado ao seu lado
Poderia ter lhe deixado sentir minhas verdadeiras emoções
Poderia ter lhe mostrado que, com você, o brilho do céu era diferente
O calor do sol mais vivo
E que o mundo, finalmente, se mostrava um lugar melhor

Poderia ter feito tanto
Por você
Por mim
Por nós

As lágrimas caíram por muito tempo
E você, um dia, se foi

5 comentários:

Vivi disse...

Thi, tô sem palavras!!
Ficou muiiito lindo!

Kah disse...

juro que chorei. =~
tu disse, mais uma vez, as coisas que eu precisava ouvir.

tu é foda, cara!

Angel disse...

Que lindo, Thiago! Triste é sentir este arrependimento, ter a certeza de que poderia ter feito mais, e que assim, talvez, as coisas seriam hoje diferentes. Mas se quando conseguimos identificar o que deixamos de fazer, já é um grande passo, nos faz pessoas melhores, diferentes, daquele momento em diante.

Os textos são lindos! Passo a seguir!

Abraços.

Nathália von Arcosy disse...

Esse 'poderia' ficou engasgado na minha garganta e me deu aquela vontade louca de fazer tudo isso pra não deixar o "se" acabar comigo depois... =D

Greice Vieira disse...

Meu coração chorou, com tantos "poderia" sem conclusão.
Linda a tua poesia!