sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Toca discos


Uma única palavra poderia me fazer lembrar tudo o que eu sempre quis. Mais um dia. Mais uma noite. E mais uma chance para parar pra pensar no que realmente importa. Seria muito bom ter asas e aproveitar a chance de voar ao menos uma vez.

Existem coisas que realmente não queria saber. Sempre me disseram que há males que vem para o bem, mas no momento não consigo encarar de frente essa teoria. Quero acreditar que esse não é o momento certo. Isso acaba fazendo com que os anjos não venham para me desejar uma boa noite de sono.

Deitado em minha cama, observo as luzes dos carros que deslizam pelo teto em um momento de reflexão único que já se tornou comum faz algum tempo. Ligo o toca-discos. A agulha risca o vinil e a trilha sonora de meus pensamentos me carrega em uma viagem emocionante entre os singelos acordes de piano. Seria difícil escolher apenas uma canção para que conseguissem finalmente me entender. É muito triste lembrar que existem pessoas surdas pelo mundo.

Aos poucos o sono vem, mas gostaria de acordar e descobrir que o que não queria saber, na verdade, não aconteceu. Talvez um dia tudo mude. Nunca se sabe. Vou deixar o disco tocar, pode ser que exista uma música melhor do outro lado.

Um comentário:

Camila disse...

Belo texto, gostei muito!